Tumblr na Folha de São Paulo

Repositório de memes parece, enfim, conquistar seu espaço

ALEC DUARTE
EDITOR-ADJUNTO DE PODER

Quase quatro anos após sua estreia, o Tumblr parece que finalmente está deixando de ser mero repositório de memes da internet (ou o “segundo blog” de todo mundo) para se tornar uma plataforma a ser levada a sério.

A corrida rumo aos dispositivos móveis poderia explicar como um site que teve 2% da audiência entre as ferramentas de blogs em 2009, segundo dados do Technorati, experimentasse um crescimento de mais de 1.500% em seu uso e visitação neste ano.

Claro, a postagem via e-mail por celular ou tablet tem tudo a ver com o conceito do Tumblr (que prioriza a velocidade de publicação).

Mas não é apenas isso. O Twitter e seu conceito de repasse de informações também jogam um papel importante nesse buzz. Não por acaso o próprio Tumblr nasceu se autointitulando um microblog, totalmente interessado na mimetização das vantagens de seu “concorrente” mais famoso.

Óbvio que o referenciamento na internet não nasceu em 2006, quando Evan Williams, Jack Dorsey e Biz Stone deram à luz o Twitter. A própria arquitetura da web concebida por Tim Berners-Lee é baseada nessa ideia -o que é o hiperlink senão o maior instrumento de referenciamento da rede?

A possibilidade de seguir pessoas, por exemplo, é outra funcionalidade que o Tumblr tomou emprestado do microblog mais notório.

Por ora, porém, a instabilidade da ferramenta é o que mais a faz parecer o Twitter, cujo boom em 2008 provocou vários momentos de inoperância da página.

Democratização e acesso a novos espaços são fundamentais à internet. Agora, a pretensão de ser “O melhor lugar do mundo para as melhores comunidades criativas”, como disse o criador do Tumblr, David Karp, é uma enorme bobagem. Antes disso, ele precisa zelar para esse lugar seja, pelo menos, alcançado pelos usuários.

O Tumblr está dando certo porque adoramos compartilhar fotos; se o processo for simples e rápido, melhor ainda. Ele vai além da coleção de links: citações, fotos, áudio e vídeo, próprios e/ou de outras fontes, ficam arquivados, podendo ser pesquisados ou consultados a qualquer momento (menos quando o site sai do ar, o que tem ocorrido com muita frequência).

Apesar das comparações, Twitter e Tumblr têm objetivos diferentes: o primeiro acaba sendo mais utilizado como uma ferramenta de comunicação e de compartilhamento de links do momento (como postagens do próprio Tumblr), enquanto o segundo é um “caderno de recortes virtuais“, um blog rápido, com muitas fotos e vídeos de outras fontes e textos curtos.

8 comentários sobre “Tumblr na Folha de São Paulo

  1. O twitter é tipo uma rede para fofocas.. kkkk
    porque voce nao da a informação completa e mesmo assim ela se espalha bem rapido xD

    Serio que o tumblr é bem instavel? Eu ja tentei varias vezes ter um blog, mas sempre largava… dessa vez estou mais empolgado, e estava pensando em usar o tumblr :/
    Você teria outras recomendações? As minhas tentativas anteriores foram no blogspot.com, o que não gostei foi da dificuldade para personalização…

    Ah sim, o tema do meu futuro blog (caso isso tenha peso na escolha do provedor) é o vestibular… questões, assuntos, redações, etc… quero tentar transformar esse fardo do meu dia-a-dia em algo um pouco mais útil e dinâmico xD

    Curtir

    1. @Rafael

      Essa é uma boa definição para o Twitter!
      No último mês o Tumblr ficou alguns dias fora do ar. É normal quando um serviço aumenta rapidamente de popularidade… Isso já aconteceu com o Twitter no passado.

      Outras alternativas são o WordPress (que utilizo aqui no Panorama Geek) e o Posterous. Teste os dois, junto com o Tumblr… Vai te ajudar a decidir. Sobre o tema do blog, qualquer uma dessas plataformas pode ser adequada; o importante é você escolher aquela que seja mais fácil para você atualizar e tenha o nível de personalização de que precisa.

      Boa sorte com o seu futuro blog! Quando estiver pronto, deixe aqui o link pra gente fazer uma visita :)

      Curtir

  2. Voltei Luana, testei os 3.
    O Tumblr é simples e bacana, mas não entendi de forma nenhuma como adicionar widgets. Acho que depende do tema que você estiver usando… O Posterous tenta ser descomplicado, mas comigo foi o contrário, achei complicadíssimo navegar no painel principal.
    Acabei ficando com o WordPress e abrindo mais a temática do blog:
    http://confortavelilusao.wordpress.com/
    Preciso de tempo ainda para arrumar ele, mas dessa vez vou me esforçar.
    Obrigado pela dica.

    Obs: sobre o twitter, faça o teste:
    Poste alguma coisa no seu blog, e mande um twitter com o link e a descrição real do conteúdo.
    Depois, faça um novo twitter com o mesmo link, mas escreva: A BAIXARIA ESTÁ ROLANDO SOLTA: [link].
    Observe os acessos. XD

    Curtir

    1. @raelPx

      O Tumblr varia muito de tema pra tema sim.
      Os pontos fortes do Posterous são o bookmarklet e a postagem por e-mail. A interface de postagem via web ainda precisa de melhoras.

      Vou dar uma passada no seu blog!

      Isso do Twitter é a prova de que as pessoas adoram uma baixaria, um barraco, uma polêmica etc. etc. :)

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s