“As [livrarias] brasileiras são mais aconchegantes e extrapolam o conceito que tínhamos de livraria há até pouco tempo, pois viraram um ponto de encontro. Você marca reuniões, toma café e tem o ambiente como algo agradável.” – Samuel Seibel, dono da Livraria da Vila.

Megalivrarias crescem no Brasil, apesar da Internet

Seria bom se as bibliotecas fossem mais vistas como ponto de encontro também. A não ser que você seja estudante, a chance de receber um convite para se encontrar na Livraria Cultura ou na Starbucks é bem maior do que receber um convite para se encontrar numa biblioteca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s