Conclusões do Paul Miller depois de um ano sem Internet

What I do know is that I can’t blame the internet, or any circumstance, for my problems. I have many of the same priorities I had before I left the internet: family, friends, work, learning. And I have no guarantee I’ll stick with them when I get back on the internet — I probably won’t, to be honest. But at least I’ll know that it’s not the internet’s fault. I’ll know who’s responsible, and who can fix it.

I’m still here: back online after a year without the internet

Vale a pena ler o relato do Paul Miller depois de um ano sem Internet. Não, não resolveu todos os problemas dele. E não, não é a Internet que é a culpada de tudo que acontece de errado em nossas vidas; os culpados somos nós (ou a maneira como o nosso cérebro funciona, diriam os cientistas).

Em resumo: nem tanto ao mar, nem tanto à terra.

(O link sobre as predisposições cognitivas do nosso cérebro foi dica da Cintia. Valeu!)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s